tomar café com açúcar

Já percebeu como sempre tem um pote de açúcar, sachês ou vidros de adoçantes na mesa do café ou nas bancadas dos restaurantes? Isso porque, aqui no Brasil, o hábito de tomar o café adoçado é muito comum. Mas você sabe por que tomar café com açúcar? Ou melhor, por que as pessoas costumam tomar várias bebidas com açúcar?

Essa pode parecer uma pergunta (e até uma preocupação) meio boba. Afinal, qual é o problema de colocar um pouco de açúcar no café para deixar a bebida com aquele sabor mais doce e suave que todo mundo ama? Na verdade, não há problema algum em acrescentar qualquer tipo de adoçante, se o objetivo for mesmo deixar o café mais açucarado.

Mas a questão é que há três grandes motivos para esse hábito e nenhum deles é positivo para quem deseja uma experiência única e completa no consumo do café. Quer saber mais sobre esse assunto? Então continue lendo este conteúdo até o fim e descubra.

3 motivos que você não sabia para tomar café com açúcar

De fato, não há problema em adicionar açúcar no café. Quando essa é definitivamente uma preferência do consumidor. O problema acontece quando a adição se torna uma necessidade. Isso porque, além do excesso de açúcar causar sério prejuízo à saúde, esse hábito comprova que a maioria das pessoas apaixonadas por café, na verdade, ainda não sabe identificar o real sabor e as nuances da bebida, mascarados pelo adoçante. Ou de qualquer tipo de alimento.

Sem sal, sem açúcar

Estamos tão acostumados com o gosto do sal e do açúcar que não sabemos qual é o sabor de cada alimento ou bebida que consumimos. E quando falta algum tempero, nossa primeira reação é achar o sabor sem graça ou, como costumamos dizer, “sem sal e sem açúcar”. Esse é o primeiro motivo pelo qual todo mundo tem o hábito de tomar café com açúcar.

Nosso paladar não está acostumado a reconhecer o sabor original dos alimentos, suas características e as sensações que nos causam. Quando falamos aqui no blog sobre dicas para melhorar o paladar na degustação do café, esse foi um dos principais pontos tratados. Cada alimento possui um nível de doçura, acidez e amargor próprio.

Como saber se você realmente gosta do alimento ou só do tempero? Experimente comer sem qualquer tipo de adição. E a melhor parte é que, aos poucos, você vai passar a apreciar.

Não é possível degustar ou apreciar um bom café especial sem o paladar aprimorado e livre da influência do adorado açúcar. Você até pode consumir alimentos doces e açucarados junto com o café, como uma harmonização. Mas no café especial? É bom evitar.

Amargor e acidez

O segundo motivo está muito ligado à qualidade do café que você tem consumido. Você sabia, por exemplo, que a acidez no café é uma coisa boa e que garante o sabor e as notas da bebida? Infelizmente, essa acidez é prejudicada quando a torra do café é excessiva, fazendo com que o café perca seu “sabor original” e fique com aquele sabor mais amargo.

E qual a forma mais rápida e fácil de remover o amargor do café, depois de torrado e extraído? Sim. Você acertou se respondeu “tomar café com açúcar”. Mas nesse ponto, sua experiência já foi muito prejudicada.

Portanto, é preciso verificar a procedência e a qualidade do café que você tem comprado. De forma geral, só é possível apreciar o verdadeiro sabor do grão a partir das classificações de café gourmet e café especial. Esses tipos de café, que vêm em grãos, permitem observar a qualidade da torra e se há qualquer tipo de defeito. Além disso, é possível saber se os seus grãos são totalmente puros.

O amargor do café também, muitas vezes, é causado pelas impurezas presentes nos grãos moídos. Já percebeu como o café tradicional é bem mais escuro? Isso é resultado do tipo de torra e serve para “disfarçar” a aparência do seu café. Mas sabemos bem que, para quem está habituado ao café puro e de qualidade superior, é impossível disfarçar no sabor e aroma.

Gosto de queimado

Essa característica do café também faz com que o usuário adicione grandes quantidades de açúcar para tentar salvar a bebida. E apesar de estar ligado à qualidade do grão, uma vez que pode ser causado pelo excesso no momento da torra, a queima dos grãos também acontece na extração incorreta.

Entre as principais dicas para uma extração perfeita do café (que já deixamos também no blog), está a temperatura ideal da água. As pessoas costumam acreditar que quanto mais quente a água, mais efetiva e rápida será a extração. Mas além de não interferir no tempo, uma vez que o período de contato da água com o grão é fundamental para garantir as propriedades da bebida, a temperatura elevada da água pode queimar seu grão.

Quando isso acontece, pode dizer adeus à acidez, doçura, sabor e aroma que você tanto aprecia. Os grãos queimados resultam em uma bebida amarga, como falamos mais acima, e naquele gosto de alimento que passou tempo demais no forno. Por isso, atenção! Jamais deixe sua água ferver para a extração.

Faça a experiência!

Agora que você já sabe quais são os motivos para tomar café com açúcar, que tal fazer a experiência de realmente apreciar o sabor de um bom café? Acesse nossa loja online e conheça nossa categoria de máquinas de café espresso Gaggia Milano, seu café na medida certa e de um jeito que você nunca conheceu!

ACESSAR LOJA ONLINE

 

Gostou do nosso conteúdo? Leia também: Barista em casa: dicas práticas

Deixe seu comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Logo
GAGGIA ® / 2019 todos os direitos reservados.
Design nairuz logo